segunda-feira, 24 de dezembro de 2007

FELIZ NATAL!

A todos os visitantes deste meu cantinho e canzoada amiga votos de um Feliz Natal ...

domingo, 23 de dezembro de 2007

Um homem prevenido vale por dois ...


Hoje a minha mãe de duas patas levantou-se muito cedo para comprar as últimas prendinhas de Natal. Como o meu pai de duas patas é um homem prevenido e um homem prevenido vale por dois, neste caso por si próprio e pelo seu cão, e já tinha comprado, a tempo e horas, todas a lembranças de Natal, ficámos a ronhar na caminha até tarde …

E que bem que soube … aufff … aufff …







quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

Obrigado amigão ...

O meu amigo Van Dog enviou-me um postalinho de boas festas todo catita com selo personalizado e tudo. O postal vinha assinado pelo meu companheirão de brincadeira, digo aula, na Educacão, o Boss. Tanto eu como os meus donos ficámos muito sensibilizados com o simpático gesto.

O nosso muito obrigado ao Van Dog, ao Boss (seu ganda maluco!) e aos seus donos. Desejamos que tenham um Natal muitoooooooooooooo feliz!




O vídeo que se segue, apesar de a imagem de abertura ser enganadora pois de facto não se trata do relvado do estádio do Sporting, é revelador e demonstrativo do empenho desses dois ganda malucos, de seu nome Kunta e Boss, nas aulas de obediência. Assim não meninos! Com essa ramboia toda COB só lá para 2012. Na melhor das hipóteses!


video

Este ano não haverá presépio ...



É com tristeza que vos digo, meus amigos e amigas, que este ano não haverá presépio:

- A vaca está louca e coitada não se aguenta nas patas;

- Os Reis Magos não podem viajar porque os camelos estão no governo;

- O burro é agora presidente dos Estados Unidos;

- José e Maria foram entregar os papeis para o rendimento mínimo;

- A ASAE fechou o estábulo por falta de condições e,

- o Tribunal de Menores ordenou a entrega do Menino Jesus ao pai biológico.



quarta-feira, 19 de dezembro de 2007

8 coisas sobre mim ...

O meu amigo Van Dog desafiou-me a ladrar 8 coisas sobre mim.

Ora então aqui vai:

1 - Adoro correr e passar por cima de tudo e todos como se não houvesse amanhã;

2 - A palavra chucho (pedaço de galinha seca) exerce um poder mágico sobre mim;

3 - Detesto chuva;

4 - Adoro tudo o que se coma (e mesmo o que não se deveria comer por vezes marcha ...);

5 - Adoro crianças;

6 - Sou muito meiguinha apesar do ponto 1;

7 - Adoro passeios de 1h30m;

8 - Detesto passeios de 10 minutos.

Lanço agora este desafio à Bianca, ao Caniche, ao Chip, à Cléo, ao Rocky e ao Timon(stro)

segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

Ouvi dizer ...


... que vamos passar o Natal ao Alentejo! Iupiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii! Então isso significa que vou poder correr, saltar e andar sem trela o tempo todo? Belisquem-me ... mas devagarinho! Adeus trela malvada!

Não sei bem porquê mas de repente passei a dar mais importância ao Natal ...



quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

De rabo para o ar ...


Há coisas para as quais se tem de estar preparado quando se inicia a árdua, mas recompensante, tarefa que é treinar o nosso peludo de quatro patas. Calor, chuva, vento, frio, pó e lama são apenas algumas das coisas a que me refiro. Outra é passar a andar, inúmeras vezes e descomplexadamente, de rabo virado para o ar. A expressão "de rabo virado para a lua" ganha assim novo significado sobretudo se o passeio ou treino do nosso amigo for efectuado à noite. E quanto mais baixote for o nosso amiguinho mais se encurta a distância entre o nosso rabo e o céu.

Não que eu tenha algum complexo em andar de rabo alçado para o ar, mas calculo que haja quem tenha! Sobretudo num país cheio de tabus e complexos de masculinidade estúpida e sem sentido. Tenho um vizinho que quando sozinho apanha, prontamente, os dejectos expelidos pelo seu cão na via pública. Mas quando acompanhado de donos de outros cães ignora tal procedimento como quem diz: - "Eu? De rabo espetado para o ar a apanhar cócó de cão? Nem pensar! Isso é coisa de gaja e eu sou muito macho!". Haja paciência!

segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

Animais do Circo Chen no desemprego ...

Preparem-se bicharada do Circo Chen porque o vosso emprego está por um fio ...

video

terça-feira, 4 de dezembro de 2007

Terapia Assistida por Animais

A revista Cães & Companhia - Edição de Dezembro de 2007 - publica um artigo sobre Terapias Assistidas por Animais que tem a colaboração da minha escolinha de educação canina - Educacão. Como não poderia deixar de ser, tanto eu como a canzoada amiga, estávamos lá para dar uma força à nossa amiga Sassia e à sua querida Nina. Ora dêem lá uma espreitadela!


- Clicar na imagem para aumentar -


“As terapias assistidas com animais foram desenvolvidas há mais de 40 anos, sendo hoje praticadas em todo o mundo. Em Portugal, estamos ainda a dar os primeiros passos. A Terapia Assistida por Animais recorre a diferentes animais como auxiliares de terapias e processos de aprendizagem sendo uma mais-valia em variadíssimos casos: crianças, jovens em risco, deficientes, idosos, doentes em fase terminal, presidiários, mulheres e crianças maltratadas, etc. É utilizada com um objectivo e um contexto multidisciplinar como a Fisioterapia, a Psicologia, a Terapia da Fala ou a Pedagogia, por exemplo.

Estudos realizados comprovam que as pessoas que possuem animais de estimação têm menos gastos em despesas médicas, são menos propensas a problemas cardíacos, recuperam melhor de cirurgias, têm menos problemas de colesterol e stress, e um nível mais reduzido de problemas cardiovasculares. A simples presença de um animal em casa trás benefícios, tais como:

1 – Gera sentido de responsabilidade. No caso das crianças, por vezes, a primeira responsabilidade que lhes pode ser atribuída é cuidar, alimentar, passear e escovar o seu animal de estimação;

2 – Reduz os problemas em casais;

3 – Promove o relaxamento de tensões físicas, mentais e emocionais;

4 – Aumenta as defesas do organismo.

Está provado que a presença e o contacto com animais de estimação aumenta a produção de endorfina no organismo, favorecendo o alívio das dores e o bom humor.”


in revista Cães & Companhia – N.º 127 – Dezembro de 2007

segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

Síndrome de segunda - feira ...

... não é coisa só de humanos!